PLANTÃO ÚLTIMO SEGUNDO

20 julho 2007



Morre aos 79 anos Antonio Carlos Magalhães
Odiado por uns, glorificado por outros. Essa foi a trajetória brasileira de um dos maiores ícones a política brasileira. Antonio Carlos Magalhães, ACM, nasceu em Salvador no dia 4 de setembro de 1927 na cidade de Salvador, Bahia. Formou-se em medicina, porem foi na política que se tornou conhecido no Brasil e dos grandes caciques políticos nacionais.
Antonio Carlos Magalhães casou-se com Dona Arlete Maron com quem teve quatro filhos: Luis Eduardo Magalhães (in – 1999), Ana Lucia Maron de Magalhães (in – 1984), Antonio Carlos Magalhães Junior e Tereza Helena Magalhães Mata Pires.
Formou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina da Bahia (UFBA) onde foi presidente do Diretório Central dos Estudantes.
Ingressou-se na vida política devido ao fato da liderança obtida no currículo estudantil. Filiou-se a UDN sendo eleito deputado estadual em 1954 e por três vezes deputado federal em 1958, 1962 e 1966.
Apoiou veemente o Golpe Militar de 1964. Em 1967, filiado a ARENA (Aliança Renovadora Nacional), partido da base do regime Militar, tornou-se prefeito de Salvador.
Terminado o mandato de prefeito ele se elegeu governador da Bahia pelo Colégio Eleitoral, em uma eleição indireta. Os dois primeiros mandatos foram por indicação do Regime Militar em 1971 e 1979.
Porem, com a decadência do Regime Militar, Antonio Carlos Magalhães desvinculou-se da ARENA e apoiou Tancredo Neves à presidência da Republica. Foi um dos fundadores do PFL ( Partido da Frente Liberal) que atualmente tem a sigla DEM ( Democratas ). Com a morte de Tancredo Neves, assumiu o governo Jose Sarney remanescente do governo militar e amigo de ACM. No governo Sarney assumiu a pasta do Ministério das Comunicações, onde começou a formar um império baiano no setor das comunicações. Fundador de um conglomerado denominado Rede Bahia, esse setor engloba: TV Bahia (afiliada Rede Globo em Salvador),TV Subaé (afiliada Rede Globo em Feira de Santana ), TV Sudoeste ( Afiliada Rede Globo em Vitoria da Conquista ), TV São Francisco (afiliada Rede Globo em Juazeiro ), TV Santa Cruz (afiliada Rede Globo em Itabuna ), TV Oeste ( afiliada Rede Globo em Barreiras ),TV Salvador ( Canal fechado), Correio da Bahia (Jornal), Bahia Fm (Salvador), Globo FM (Salvador), iContent (produtora de eventos), Ibahia.com (portal de internet), Gráfica Santa Helena, Construtora Santa Helena.
Formou um império na Bahia que consta até hoje. Em 1991 elegeu-se governador da Bahia e partir daí começou um poder político que durou 16 anos. Chamados por um “ACM meu amor” e por outros de “Toninho Malvadeza”, ACM se destacou no cenário político por sua capacidade de liderança, arrogância, ganância, violações, perseguições políticas.
Em 1994 elegeu-se senador da Bahia e foi presidente da casa por dois mandatos, 1997-1999 e 1999-2001. Chegou a ser presidente do Brasil interino por 15 dias. Mas, em 1998 sofreu um desgaste com a morte de seu filho a quem via como futuro presidente do Brasil. Seu filho Luis Eduardo Magalhães faleceu aos 48 anos de idade por parada cardíaca. Luis Eduardo era presidente da Câmara dos Deputados. Lutou com veemência para a mudança do nome do aeroporto de Salvador que deixou de se chamar “Dois de Julho” e passou a ser Aeroporto Internacional Luis Eduardo Magalhães.
Antonio Carlos Magalhães participou do escândalo do Painel Eletrônico, quando foi votado o processo de cassação do então Senador pelo Estado do Pará Luiz Estevão. Como presidente da Casa, era o único que tinha acesso aos dados sigilosos do painel eletrônico e em discussão com a então senadora pelo Estado das Alagoas, Heloisa Helena, afirmou que ela teria votado a favor de Luíz Estevão.
Começou assim em 30 de junho de 2001 o processo para o pedido de cassação de seu mandato com senador. Vendo que a situação era irreversível, ACM se vê obrigado a renunciar. Foi acusado ainda de ter mandado a policia militar da Bahia invadir a Universidade Federal da Bahia onde estava acontecendo uma manifestação a favor da cassação. Ali começou a desmoronar o seu império político.
Em 2003 esteve envolvido em um novo escândalo. Foi acusado de grampear os telefones de rivais políticos com Geddel Vieira Lima, Nelson Pelegrino. Para isso utilizou recursos da Secretaria de Segurança Publica. Após a abertura de inquérito pela Polícia Federal e da denúncia oferecida pela Procuradoria Geral da República, o caso acabou arquivado pelo STF.
Nas eleições de 2002, Antonio Carlos volta ao cenário político, com a sua vitoria na candidatura ao senado. Emplacou juntamente seu neto, ACM Neto.
Mas seu poderio político já não era mais o mesmo. Seu candidato a prefeitura de Salvador, o senador Cesar Borges, perdeu as eleições para o filho de João Durval, ex-governador da Bahia, o deputado João Henrique Carneiro.
Mas o maior golpe foi nas eleições de 2006. Não conseguiu eleger seu candidato a presidência da Republica, Geraldo Alckimin, se candidato ao senado, Rodolfo Tourinho e seu governador, Paulo Souto, que perdeu para o petista Jaques Wagner. Assim seu longo período político de 16 anos chegaria ao fim.
Porem em 2007 seu quadro de saúde não estava bem. Foi internado no mês de março com pneumonia e disfunção renal no Incor. Depois voltou a ser internado em 17 de abril, 29 de maio e 13 de junho. Os problemas cardíacos já era de longa data. Em 1989 colocou 3 safenas e duas mamarias.
Na noite do dia 19 de julho de 2007, ACM tem uma parada cardíaca. Começa a respirar através de aparelhos. Porem às 11h30min não suporta e morre em decorrência da falência múltipla dos órgãos devido à insuficiência cardíaca.

ANTONIO CARLOS MAGALHÃES
*04/09/1927

+20/07/2007

2 comentários:

Ricardinho disse...

Realmente Fau... Ninguém ode negar que bagagem ele tinha... figura importante no cenário político Nacional, mas apesar de tudo, eu não gostava das maneiras de agir do finado Senador...
Ficar ai resistrada a passagem dele pela terra... quem sabe quando o Netinho dele assumir deixaremos nossa cidade deixar de se chamar Salvador pra se chamar " ACM LAND"

Guigo F.G. disse...

Em nome do pai, do filho e do espírito santo...

...ufa!!! Demorou.